Saltar para o conteúdo principal da página

Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte

Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte União Europeia

Menu Mobile

O júri do Prémio Arquitetura do Douro anunciou hoje a entrega do galardão ao arquiteto Eduardo Souto de Moura com a obra da Central Hidroelétrica do Tua. “É decisiva e determinante a intervenção da Arquitetura, enquanto metodologia disciplinar, na construção da Central Hidroelétrica do Tua, acima de tudo, por assegurar a manutenção do Douro Vinhateiro como Património da Humanidade”, lê-se na ata do júri, composto por representantes da CCDR-N, da Ordem dos Arquitectos Secção Regional Norte, da Entidade Regional do Turismo Porto e Norte, da Direção Regional de Cultura do Norte e do arquiteto Álvaro Andrade, vencedor do Prémio da última edição.

O anúncio foi feito nas comemorações dos 18 anos do Alto Douro Vinhateiro Património Mundial, numa sessão promovida no Museu do Vinho, em São João da Pesqueira, e presidida pela Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.

Foram, igualmente, destacadas com menções honrosas a dupla de arquitetos Susana Rosmaninho e Pedro Azevedo, com  o projeto de arquitetura do Centro Interpretativo do Vale do Tua,  “um notável projeto de reabilitação, reutilização e valorização de icónicos armazéns devolutos ou abandonados”, e o arquiteto Francisco Vieira de Campos, com o projeto de arquitetura da Casa do Rio, unidade de alojamento turístico em Vila Nova de Foz Côa.

Central Hidroelétrica do Tua
Centro Interpretativo do Tua
Casa do Rio, unidade de alojamento turístico
Central Hidroelétrica do Tua
Centro Interpretativo do Tua
Casa do Rio, unidade de alojamento turístico

Voltar ao Topo da Página