“Três décadas de Portugal europeu”

Norte reduz disparidades regionais

Estudo analisa impacto dos fundos da União Europeia

A Região do Norte tem registado, desde 2008, uma redução das disparidades regionais, à semelhança das demais regiões de convergência identificadas em Porgugal (Centro e Alentejo). A conclusão consta no estudo “Três décadas de Portugal europeu: balanço e perspetivas”, realizado pela empresa Augusto Mateus & Associados para a Fundação Francisco Manuel dos Santos, na­ sequência e em articulação com o primeiro estudo apresentado em 2013 “25 anos de Portugal europeu”.

O estudo enquadra a redução das disparidades regionais nos diferentes impactos da crise económica e financeira, mais negativos nos territórios com nível de vida mais elevado, aproximando-os assim dos que apresentam um índice mais baixo.

A análise do percurso de Portugal entre 1986 e 2013 é feita em três partes, incluindo a evolução da economia, da sociedade e dos fundos da União Europeia aplicados a Portugal, com recurso a diferentes indicadores.

Saiba mais em http://www.ffms.pt/estudo/1113/tres-decadas-de-portugal-europeu .