ON.2 - O Novo Norte

Universidades da Região do Norte criam rede de Ciências Agrárias

Projeto prevê investimento superior a 4 milhões de euros

As universidades do Porto (UPorto), Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e Minho (UMinho) vão criar uma Rede de Centros de Ciências e Tecnologias Agrárias da Região Norte com o objectivo de estimular a inovação no sector agrícola. Este é o primeiro resultado prático do memorando de entendimento assinado pelas três universidades na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), em Abril passado.

O projeto de criação da rede, que deverá estar concluído até final de 2015, corresponde a um investimento de 4.134.783 euros e conta com um financiamento FEDER de 80 por cento por parte do "ON.2 – O Novo Norte” (Programa Operacional Regional do Norte).

No âmbito da cooperação entre as três instituições, cabe à UPorto criar em Vairão, região de forte matriz hortícola, um espaço que concentre os vários centros de saberes da universidade e que sirva de apoio ao ensino laboratorial, desenvolvendo investigação científica especialmente direcionada para hortícolas e flores. Esta componente envolve um investimento de 1.531.841 de euros.

No que diz respeito à UTAD, será assegurada a requalificação de laboratórios de análises de alimentos para submissão a processos de acreditação de metodologias de ensaio, nomeadamente no âmbito da microbiologia alimentar, análises químicas de controlo para a indústria de carnes e análise sensorial, bem como a adaptação do Laboratório de Ecologia Fluvial às novas exigências legais e de mercado.

Com um investimento de 1.296.709 euros, o projeto prevê, ainda, a mudança de laboratórios da UTAD para um novo edifício, já construído, que reúne condições de excelência para a criação de laboratórios de referência.

Relativamente à UMinho, o projeto visa a criação de um Centro de Segurança e Inovação Tecnológica no Setor Agro-Alimentar, propondo a aquisição de diversos equipamentos para complementar os meios já disponíveis e incrementar as actividades de investigação. O investimento perfaz 479.276 euros.


Outras notícias relacionadas com o ON.2 estão disponíveis na internet em www.novonorte.qren.pt.