Cooperação transfronteiriça

Norte de Portugal e Entidades Ibéricas reforçam aposta nas regiões de fronteira

I Encontro de AECT Espanha-Portugal

Os Agrupamentos Europeus de Cooperação Territorial (AECT) hispano-portugueses, organismos públicos que têm em curso investimentos nas regiões de fronteira de Espanha e Portugal, fizeram história ao reunirem pela primeira vez, a 16 e 17 de julho, e aprovarem, no fim dos trabalhos, a “Declaração de Vigo”, posicionando-se para um  aproveitamento mais significativo e eficiente das verbas europeias do novo ciclo de programação comunitária 2021-2027.

No encontro, promovido pelo AECT Galiza – Norte de Portugal (GNP, AECT), que reúne a Xunta de Galicia e a CCDR-N, e com a participação de todos os sete AECT institucionalizados entre Espanha e Portugal, os AECT refletiram sobre o potencial de crescimento que os projetos já em curso apresentam e sobre potenciais melhorias, alertaram para a importância de os instrumentos de apoio europeus e respetivos regulamentos serem aprofundados no sentido de uma maior capacidade de acesso e comprometeram-se num diálogo e articulação de trabalho futuro com as instâncias europeias.

“Trata-se não só de dar continuidade a projetos já em curso, mas também de beneficiar da sua experiência e de assim permitir outras parcerias e investimentos transfronteiriços, contribuindo para tornar os nossos territórios conjuntos mais competitivo”, sublinhou Freire de Sousa, Presidente da CCDR-N, no encerramento dos trabalhos. O responsável sublinhou, ainda, o papel muito ativo do Norte de Portugal em matéria de projetos conjuntos com Espanha e ressalvou que são seis os AECT que envolvem parceiros da Região (GNP, AECTAECT Douro-DueroAECT Rio MinhoZasnetEurocidade Chaves-Verin e Eurocidade León-Bragança).