Região do Norte

Norte tem sete concelhos com poder de compra "per capita" superior ao da média nacional

50 concelhos com valor inferior a 75 por cento da média

Dos 86 concelhos da Região do Norte, sete apresentam um poder de compra concelhio per capita superior ao da média nacional. Os indicadores, que reportam a 2017 e foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), colocam por ordem decrescente os concelhos do Porto, São João da Madeira, Matosinhos, Maia, Braga, Espinho e Vila Nova de Gaia.

Na análise dos dados destacam-se, igualmente, 8 concelhos com um poder de compra concelhio per capita equivalente a pelo menos 90% da média nacional – Vila Real, Bragança, Vila de Conde, Póvoa de Varzim, Viana de Castelo, Trofa, Valongo e Guimarães – e a grande maioria (50 concelhos) tem m poder de compra concelhio per capita inferior a 75% da média nacional.

Já numa análise regional, a Área Metropolitana do Porto registou um poder de compra concelhio per capita superior em 4,3% ao da média nacional. Nas restantes subregiões, por ordem decrescente, o Cávado (-10,1%), o Ave (-15,1%), o Alto Minho (-20,4%), as Terras de Trás-os-Montes (-20,5%), o Douro (-23,9%), o Tâmega e Sousa (-27,0%) e o Alto Tâmega (-30,5%) registaram um índice inferior ao da média nacional, embora com diferenças muito distanciadas entre si.