Na edição de 2020 do European Innovation Scoreboard, Portugal é classificado, pela primeira vez, como um país “fortemente inovador” e ocupa a 12ª posição no ranking europeu, depois de em 2016 ter ficado no 18º lugar. Para a melhoria desta avaliação divulgada periodicamente pela Comissão Europeia contribuíram diferentes regiões portuguesas, nomeadamente a Região do Norte que na edição de 2019 do Regional Innovation Scoreboard, evoluiu de região “Inovadora Moderada+” para “Inovadora Forte-“.

No índice conhecido este ano, Portugal coloca-se acima da média dos Estados-Membros da União Europeia em indicadores como: publicações científicas em coautoria com autores fora do espaço comunitário; a penetração da Banda Larga nas empresas; o número de estudantes internacionais de doutoramento; o registo de marcas comunitárias; as despesas com inovação não-tecnológica; a percentagem de empresas com formação em TIC; a percentagem de PME com inovação de produtos/processos, marketing/organizacional; a percentagem de PME inovadoras que colaboram com outras PME e o emprego em empresas de elevado crescimento de setores inovadores.