Agenda

Terça, 1 setembro, 2015

CCDR-N lança consulta pública da Avaliação de Incidências Ambientais da “Central Eólica offshore Windfloat Atlantic”

Imagem de aerogeradores localizados no mar

A CCDR-N lança até 28 de setembro a consulta pública da Avaliação de Incidências Ambientais do projeto “Central Eólica offshore Windfloat Atlantic”, cuja construção está prevista para o segundo trimestre de 2017, para entrar em funcionamento no terceiro trimestre de 2018.

O envio de comentários poderá ser feito  por correio a remeter à CCDR-N ou pelo website http://www.participa.pt. Toda a documentação que compõe o Estudo de Incidências Ambientais, incluindo o Resumo Não Técnico, encontra-se disponível online, para consulta.

A Central Eólica Offshore – Windfloat Atlantic, a implementar  a cerca de 18 quilómetros a oeste da cidade de Viana do Castelo, terá como objetivo a produção de eletricidade utilizando a energia eólica, transformada em eletricidade pelos aerogeradores localizados no mar.

A instalação da segunda central eólica offshore na Região do Norte assume-se como um projeto representativo de inovação, crescimento e geração de emprego. Acresce que não apresenta “emissões diretas de poluentes atmosféricos, da água, dos sedimentos ou do solo, nem emissões de ruído, vibrações, luz ou outras radiações que sejam passíveis de serem consideradas relevantes. Também não se verifica qualquer concentração de pessoas, de veículos ou de embarcações devido à concretização do projeto”.

Paralelamente, este projeto contribui para o cumprimento dos compromissos internacionais assumidos por Portugal relativamente às emissões atmosféricas e no âmbito da Diretiva Comunitária das Fontes Renováveis de Energia (Diretiva 2009/28/CE, alterada pela Diretiva 2013/18/CE).