Cerca de 70 peritos ibéricos na gestão de bens classificados pela UNESCO como Património Mundial analisaram os desafios do turismo sustentável no Alto Douro Vinhateiro (ADV). A reflexão, que decorreu no contexto do VI Encontro Ibérico de Gestores de Património Mundial, realizado de 29 a 31 de março, em Santiago de Compostela, incluiu uma análise sobre as mais-valias do sistema de gestão para consolidar o território como destino turístico sustentável.

Das vantagens apresentadas destaca-se o envolvimento de diferentes entidades na gestão operacionalizada pela CCDR-N, designadamente através do Conselho Consultivo do ADV, com 50 entidades representativas do setor público e privado, e de um Grupo Coordenador Permanente, composto por instituições públicas com responsabilidade na gestão do território.

No encontro foram ainda abordadas outras questões como a importância da dinamização de redes e rotas num destino turístico Património Mundial e identificados casos como a rede das aldeias vinhateiras, dos monumentos do Vale do Varosa e de caminhos e miradouros durienses