O Conselho Regional do Norte, através da Comissão Permanente, manifestou interesse em sensibilizar o Governo para as consequências das alterações de rotas da TAP a partir do Aeroporto Francisco Sá Carneiro e demonstrar a necessidade de “a TAP ser posicionada como um ativo de interesse ao serviço da coesão nacional enquanto companhia bandeira que é”.

No final do encontro da Comissão Permanente, em que participaram como convidados os presidentes das Comunidades Intermunicipais da região e da AMP, os autarcas da Maia, Matosinhos e Porto e representantes do tecido empresarial, o Conselho Regional do Norte comprometeu-se em acompanhar a evolução da estratégia da TAP para o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, anunciando nova reunião do Conselho Regional para abril, onde serão ponderadas novas medidas a adotar.

Órgão consultivo da CCDR-N, o Conselho Regional do Norte acompanha as atividades da CCDR-N e dá parecer sobre os planos e programas de desenvolvimento regional. Das suas competências destaca-se, ainda, pronunciar-se sobre as medidas de descentralização e desconcentração administrativa que sejam suscetíveis de possuir impacte no modelo e na organização territorial das políticas públicas de níveis regional e local.