O Norte de Portugal regista uma avaliação muito favorável nos domínios do acesso aos cuidados de saúde, da segurança pessoal e da qualidade e acessibilidade de preços da habitação. Os dados foram revelados esta semana pela Direção-Geral da Política Regional e Urbana da Comissão Europeia, numa versão preliminar do Índice Europeu de Progresso Social.

Avaliadas 272 regiões europeias, a Região do Norte obtém a classificação mais satisfatória – ocupando o lugar 77º do ranking – quando analisados os acessos aos cuidados de saúde. Destaca-se igualmente, ainda que com uma menor pontuação, no ranking das regiões com ecossistemas mais sustentáveis, sobretudo devido aos baixos níveis de poluição do meio ambiente. Estes e outros dados podem ser consultados nos quadros de resultados regionais do Índice de Progresso Social.

O índice Europeu de Progresso Social resulta da cooperação entre a Direção-Geral da Política Regional e Urbana da Comissão Europeia, a Social Progress Imperative e o Orkestra — Instituto Basco de Competitividade. Os promotores estão disponíveis para o envio de comentários e sugestões para regio-papers@ec.europa.eu. Em outubro de 2016, será publicada uma versão revista desta avaliação.